Últimas notícias, matérias ,fotos de Parelhas e Região com Macos Silva

Seja um de nossos seguidores

Classificados: Notebook Samsung Intel® Core® i5 - Aproveite 84 9967-8543 Parelhas RN

Classificados: Notebook Samsung Intel® Core® i5  - Aproveite 84 9967-8543 Parelhas RN
Classificados: Notebook Samsung Intel® Core® i5 - Aproveite 84 9967-8543 De: R$ 1.898,00 Por: R$ 1.598,00 Parelhas RN

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Fim do Mundo: Anúncios do 21 de Maio, Retorno de Jesus? Consequências para os que Acreditam

Tendo em vista que no passado pelo menos três casos de indução à verdades não condizentes com a Bíblia por parte de falsos profetas, levaram à morte de milhares de pessoas que se diziam fiéis a Jesus Cristo, quais serão as consequências para os que acreditarem nos anúncios do fim do mundo para o dia 21 de maio?

Anúncios sobre o fim do mundo estão sendo feitos, desta vez, por um grupo religioso norte-americano - considerado seita - informando e anunciando por todo o mundo que o juízo final será no dia 21 de maio.

Falando sobre esse assunto, Dorival Guimarães, professor do Seminário Teológico Batista Nacional Eneas Tognini – STBNET na área de Escatologia, explicou ao The Christian Post as consequências de se acreditar numa propaganda falsa sobre o fim do mundo
.
Apontando primeiramente aos fatos já ocorridos no passado, ele deu três exemplos de suicídios em massa provocados por líderes religiosos que se autoproclamaram profetas tais como, Jim Jones em 1978, David Koresh em 1993 e Marshall, Applewhite e Bonnie Nettles (Heaven's Gate) em 1997, nos Estados Unidos.

“Três casos cujas consequências foram a morte de milhares de pessoas que foram lançadas no inferno, o esfriamento espiritual de outras milhões que provavelmente também terão o mesmo fim.”
Em seguida, Guimarães ressaltou que não é possível saber o dia e nem a hora, fornecendo versículos da Bíblia como Mateus 24:36 (“Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai”).
Infelizmente, ou felizmente, ele disse, não sabemos o dia nem a hora pois a eternidade pode-nos chegar em dois momentos distintos: “individualmente” e “coletivamente.”
Mas se as palavras de Jesus estão tão claras nos textos das Escrituras, por que alguns grupos de pessoas não conseguem entendê-las e fazem suas próprias previsões?
A resposta, diz ele, nos é dada segundo o que disse o apóstolo Paulo: “alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm cauterizada a própria consciência.” (1 de Timóteo 4:1)
Assim, Jesus, que é Deus, apontou ele, “nos ensina a sermos prudentes como as serpentes, primeiramente e em ato contínuo, simples e nessa ordem, para que não caiamos nas ciladas do adversário (satanás).”
Mas afinal o que é o dia do Juízo?
“Como juízo pode-se entender o ato de julgar e aplicação da pena (condenação / juízo), que será atribuído a humanidade devido a sua condição de pecadora adquirida no Jardim do éden.”

Na teologia cristã, explicou ele, o Dia do Juízo, ou Dia do Juízo Final é o momento em que todos os que já nasceram e que não possuem a remissão dos seus pecados efetuada através do arrependimento individual e aceitação do sacrifício de Jesus Cristo na Cruz em nosso lugar serão condenados.

E o juízo para os crentes?
Guimarães afirmou que no caso dos pertencentes à Igreja de Cristo, esses terão outro tipo de cerimônia, descrito no livro de Apocalipse 19:7-9 “...foi-lhe permitido vestir-se de linho fino, resplandecente e puro; pois o linho fino são as obras justas dos santos...”
E para um grupo de pessoas que decide acreditar em falsos profetas, o que acontece?Continuar »

0 Comentário - Deixe seu Comentário: