Últimas notícias, matérias ,fotos de Parelhas e Região com Macos Silva

Seja um de nossos seguidores

Classificados: Notebook Samsung Intel® Core® i5 - Aproveite 84 9967-8543 Parelhas RN

Classificados: Notebook Samsung Intel® Core® i5  - Aproveite 84 9967-8543 Parelhas RN
Classificados: Notebook Samsung Intel® Core® i5 - Aproveite 84 9967-8543 De: R$ 1.898,00 Por: R$ 1.598,00 Parelhas RN

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

ALÉM DE BEIRA MAR MAIS CINCO PRESOS DE ALTA PERICULOSIDADE FORAM TRAZIDOS PARA MOSSORÓ

Depois de se especular por pelo menos duas vezes a possibilidade da transferência do traficante Luiz Fernando da Costa, 37, o Fernandinho Beira-Mar, para o presídio federal de Mossoró, desde a inauguração da unidade de segurança máxima, em julho de 2009, o fato se concretizou. Beira-Mar e mais cinco criminosos de alta periculosidade foram removidos para o presídio federal de Mossoró na noite do último sábado (5). O megatraficante poderá passar até dois anos no presídio federal da cidade.


As transferências teriam sido determinadas pelo fato de que os bandidos ainda continuariam comandando ações criminosas de dentro das celas. Oficialmente as remoções fazem parte de "rodízio de praxe".

Atualmente, a penitenciária, que se encontraria sob estado de "interdição parcial", onde a inclusão de novos presos no presídio estaria temporariamente suspensa até que problemas relacionados a rachaduras e falta de abastecimento de água próprio fossem resolvidos, abriga 40 detentos, incluindo outros 11 presos de alta periculosidade do RJ.

O traficante Fernandinho Beira-Mar chegou ao estado por volta das 19h desde sábado (05), num avião da Força Aérea Brasileira (FAB) e foi escoltado por cerca de 50 agentes penitenciários federais. De acordo com informações do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN), o apenado, que estava detido no presídio federal de Catanduvas (PR), deverá ficar no RN por 360 dias, prazo que pode ser prorrogado por mais 360 dias.

Além de Fernandinho Beira-Mar, mais cinco criminosos de alta periculosidade, oriundos de diferentes estados, também foram transferidos para Mossoró. São eles: Francisco Gadelha da Costa, Cícero Lourenço da Silva, Sandro Silva Rabelo, Jaime Grandes Machucha e Washington Presence de Oliveira.

Francisco Gadelha da Costa, responde por tráfico de drogas ao ser apreendido com aproximadamente uma tonelada de drogas em Foz do Iguaçu/PR. Já Cícero Lourenço responde por formação de quadrilha, roubo e tráfico de drogas.Sandro Silva Rabelo, o “Sandro louco” cumpre pena de 156 anos de prisão por diversos latrocínios cometidos no estado do Mato Grosso.
O outro preso Jaime Grandes Machuca responde pelo assassinato de um policial federal no Amazonas e ligação com o narcotráfico internacional. O último Washington Presence é condenado a mais de 80 anos de prisão pelo assassinato de oito pessoas.

Foto: Correio da Tarde.

0 Comentário - Deixe seu Comentário: