Últimas notícias, matérias ,fotos de Parelhas e Região com Macos Silva

Seja um de nossos seguidores

Classificados: Notebook Samsung Intel® Core® i5 - Aproveite 84 9967-8543 Parelhas RN

Classificados: Notebook Samsung Intel® Core® i5  - Aproveite 84 9967-8543 Parelhas RN
Classificados: Notebook Samsung Intel® Core® i5 - Aproveite 84 9967-8543 De: R$ 1.898,00 Por: R$ 1.598,00 Parelhas RN

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

DENGUE: MAIS DA METADE DOS MUNICÍPIOS POTIGUARES ESTÃO EM SITUAÇÃO DE RISCO

A dengue volta a assustar o Rio Grande do Norte. Um percentual de 52% dos municípios do estado apresenta situação de Risco Alto (36 municípios) e Muito Alto (51 municípios) para ocorrência de dengue.

Diante deste cenário a Secretaria Estadual da Saúde Pública (Sesap) elaborou uma nota técnica, com recomendações aos gestores municipais para ajudar na construção de suas matrizes, permitindo assim a identificação e o planejamento para eliminação de riscos.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, o Rio Grande do Norte é considerado um estado de alto risco. Estados vizinhos como Ceará, Paraíba e Pernambuco são considerados de risco muito alto.

Embora o RN apresente uma situação menos grave que os demais, segundo a nota técnica esta observação deve gerar um alerta ainda maior, devido ao caráter dispersivo da doença e possível situação de subnotificação.

Segundo as recomendações, os municípios em situação de riscos baixo e moderado devem continuar durante o ano de 2011 desenvolvendo suas ações inerentes a esfera municipal para os componentes: assistência, vigilância epidemiológica, controle vetorial e comunicação e mobilização contida nas diretrizes nacionais para a prevenção e controle de epidemias de dengue já entregue pela Secretaria Estadual de Saúde, setor do Programa Estadual de Controle do Dengue a todos os 167 municípios do RN.

Os municípios em situação de risco muito alto e alto devem intensificar suas ações na área do controle vetorial, através da execução de todas as atividades descritas nas diretrizes nacionais para a prevenção e controle epidemias de dengue para período epidêmico.

A construção da Matriz estadual utilizou os critérios de incidência de dengue de 2000 a 2010, Índice de Infestação Predial (IIP), Levantamento Rápido do Índice de Infestação de Aedes aegypti (LIRAa) e densidade populacional.

0 Comentário - Deixe seu Comentário: