Últimas notícias, matérias ,fotos de Parelhas e Região com Macos Silva

Seja um de nossos seguidores

Classificados: Notebook Samsung Intel® Core® i5 - Aproveite 84 9967-8543 Parelhas RN

Classificados: Notebook Samsung Intel® Core® i5  - Aproveite 84 9967-8543 Parelhas RN
Classificados: Notebook Samsung Intel® Core® i5 - Aproveite 84 9967-8543 De: R$ 1.898,00 Por: R$ 1.598,00 Parelhas RN

terça-feira, 30 de novembro de 2010

HÁ 24 ANOS ESTADO SENTIA OS PRIMEIROS TREMORES EM JOÃO CÂMARA


Há exatos 24 anos, no dia 30 de novembro de 1986, o sismógrafo da Universidade Federal de Brasília (UnB) registrava a ocorrência de um tremor de terra de 5,8 graus na escala Richter (que vai até 9), na região de João Câmara, Rio Grande do Norte. O tremor foi sentido em outras regiões do Nordeste, como Recife e Olinda, em menor intensidade, e deixou pelo menos três mil casas abaladas, segundo o prefeito de João Câmara, José Ribamar Leite.

Com os abalos sísmicos, metade da população de João Câmara deixou a cidade. Vinte casas foram inteiramente destruídas e 1.500 foram parcialmente danificadas. Muitas casas desabaram também nos distritos de Poço Branco e Matão, e muitas construções foram abaladas, principalmente as mais antigas.
Os serviços de energia elétrica e telefone foram interrompidos durante os primeiro abalos, mas foram restabelecidos posteriormente. Uma rachadura enorme provocada pelos tremores na igreja Matriz de Nossa Senhora Mãe dos Homens ameaçou fazer desabar a grande torre do campanário. Dos dois hospitais da cidade, apenas o maior, que pertencia à paróquia, continuava funcionando. O outro, que pertencia à Secretaria de Saúde do Estado, foi interditado por medida de segurança pois suas paredes apresentavam grandes rachaduras.
A região de João Câmara é considerada sismicamente ativa (sujeita a terremotos) por estar próxima de uma falha geológica. Cerca de três mil pequenos tremores foram registrados na região no período de 21 de agosto a 9 de outubro de 1986.

0 Comentário - Deixe seu Comentário: